Administrar, Organizar e Facilitar a Rotina Doméstica


Administrar e organizar as tarefas diárias do lar é uma rotina um pouco chata e cansativa, mas adquirindo pequenos hábitos, modificando as formas de realizar o que tem que ser feito e programando as atividades, o dia-a-dia torna-se mais leve e a organização passa a fazer parte do nosso cotidiano. Para começar, analise o ambiente, doe o que não usa mais, jogue fora o que não tem mais utilidade e arrume tudo de uma forma prática e fácil de manter organizado. Uma casa limpa, com armários, gavetas e despensa organizadas, com contas e documentos guardados e em ordem e uma cozinha prática e eficiente, deixa a vida muito mais tranquila. Depois é só fazer um Programa de Organização que vai variar de acordo com o tempo e os horários disponíveis. Aqui você encontra dicas e sugestões para montar sua programação pessoal, para se organizar e ter uma vida mais gostosa e feliz.

terça-feira, dezembro 27, 2011

Acne

Acne é uma doença da pele mais frequente na adolescência, as lesões começam a aparecer na puberdade, quando o nível elevado de hormônios sexuais causa o aumento da secreção de sebo pelas glândulas sebácias, provocando o aparecimento de espinhas, bolhas e pontos negros ou cravos, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos.
Os locais mais atingidos são as costas, ombros, peito e rosto. Quando os poros ficam bloqueados e infeccionados, aparecem as bolhas de pus, que se agravam quando são espremidos, deixando muitas vezes manchas e cicatrizes que incomodam bastantes os jovens.

Tipos de lesões

  • Seborréia: é o excesso de secreção sebácea que ocorre no rosto e tronco. A pele se torna oleosa e brilhante e com aparente dilatação do orifício de saída do folículo pilossebáceo. Ainda que as pessoas que desenvolvem a doença produzam maior quantidade de sebo que os não afetados, a intensidade da acne nem sempre está relacionada com a intensidade de seborréia.
  • Comedão: é a lesão mais  característica da acne. O comedão fechado é de difícil visualização, sendo uma elevação cutânea de cor embranquecida ou amarelada. O comedão aberto costuma não ser elevado. No entanto, pode se apresentar como uma pequena elevação dura de cor preta, devido à oxidação da superfície do sebo.
  • Pápula: é a inflamação do comedão, que se torna avermelhado e aumenta de tamanho de 1 a 4 milímetros. É dolorosa e se desenvolve principalmente do comedão fechado.
  • Pústula: é a evolução da pápula, com elevação da pele em uma bolsa de pus de profundidade variável, acompanhada de coceira e dor.
  • Nódulo: é uma lesão profunda, coberta por pele normal que evolui até a inflamação e termina com a formação de cicatrizes.
  • Cicatriz: as cicatrizes podem ser atróficas, hipertróficas ou queloides. Os quelóides se apresentam como inchaços bem delimitados, porém de formato irregular de cor rosa a vermelho escuro. 
          A acne deve ser tratada desde o início, para evitar sequelas como cicatrizes na pela e distúrbios emocionais, já que a aparência durante o processo infeccioso ou as manchas e cicatrizes posteriores podem alterar a auto-estima dos jovens.

          A limpeza de pele é fundamental neste período, devendo ser realizada por esteticistas capacitadas.
O tratamento pode ser feito com medicações de uso local, visando a desobstrução dos folículos e o controle da proliferação bacteriana e da oleosidade.
          Em alguns caso, o uso de antibióticos via oral é recomendado para controlar a infecção ou, no caso de pacientes do sexo feminino, terapia hormonal com medicações anti-androgênicas.
Em casos de acne muito grave (como a acne conglobata), ou resistente aos tratamentos convencionais, pode ser utilizada a isotretinoína (Roacutan), medicação que pode curar definitivamente a acne em cerca de seis a oito meses na grande maioria dos casos.